Fale Conosco
Home / Blog / Calendário de Vacinação: da criança ao idoso, saiba quais são as vacinas necessárias

Calendário de Vacinação: da criança ao idoso, saiba quais são as vacinas necessárias

Atendimento / Vacinas / 16 de agosto de 2021

O Calendário de Vacinação existe para guiar e informar a população em relação às principais vacinas que devemos receber ao longo da vida.

Através de campanhas de imunização, é possível prevenir diversas doenças e reduzir o risco de complicações em grupos de risco. Ou seja, protege você e a comunidade à sua volta.

Atualmente, o Brasil conta com um sistema de imunização de cobertura nacional, organizado pelo Ministério da Saúde em parceria com a Sociedade Brasileira de Imunizações.

No texto a seguir, explicamos a importância da vacina no combate às doenças e quais são as vacinas obrigatórias para cada faixa etária. Confira!

Calendário de vacinação: como funciona?

Para que a imunização da população aconteça de fato, é preciso que seja implementado um calendário de vacinação que cubra crianças, adultos, gestantes, idosos e todos os grupos de risco.

Essa divisão em grupos é necessária, pois cada vacina possui instruções de como e quando devem ser tomadas, sendo que muitas são divididas em doses fracionadas ao longo da vida, sendo necessário doses de reforço.

Um exemplo que pode deixar mais claro os motivos por trás do calendário é a vacinação de bebês recém-nascidos.

Ao nascer, os bebês tomam a BCG e a vacina para Hepatite B. Entretanto, eles só vão tomar a primeira dose da vacina Meningocócica a partir do segundo mês de vida, pois durante os primeiros 2 meses sua resposta imunológica não será adequada.

O que é a Campanha Nacional de Vacinação?

A Campanha Nacional de Vacinação representa as ações promovidas pelos órgãos públicos e privados em incentivo e compartilhamento de informações sobre as vacinas e as doenças que elas previnem. 

Ao longo do ano, várias campanhas são realizadas para conscientizar a população, como na Campanha de Vacinação da Gripe, Poliomielite, Sarampo e HPV.

Embora as campanhas sejam sazonais, muitas vacinas estão disponíveis ao longo de todo o ano. A propaganda em datas específicas é uma forma de aumentar o alcance da vacinação, para garantir uma boa cobertura anual.

Afinal, como vimos, a vacinação para proteger a população, precisa ter uma boa aderência de toda a comunidade.

Calendário de vacinação da criança e adolescente

Do momento em que nascemos até alcançarmos a terceira idade, precisamos seguir um calendário de imunização para promover a prevenção da nossa saúde e dos outros.

As vacinas indicadas para crianças e adolescentes pela Sociedade Brasileira de Pediatria e Sociedade Brasileira de Imunizações são:

Ao nascimento 

Hepatite B - Protege contra o vírus da Hepatite B. Pode ser tomada até um mês de idade em crianças ainda não vacinas;

Até um mês de vida 

BCG - aplicada para promover a prevenção de formas graves da tuberculose (meningite tuberculosa e a tuberculose miliar).

2 meses 

  • Hexavalente: Previne contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus Influenza B, Poliomielite e Hepatite B;
  • Penumococo 13-Valente: Protege contra 13 tipos de Pneumococos, que é a principal bactéria causadora de Pneumonia e pode levar a um quadro grave de meningite;
  • Rotavírus: é uma vacina oral e protege contra 5 tipos de rotavírus, que é o principal causador de diarréias em crianças.

3 meses 

  • Meningite ACWY: Previne contra 4 sorotipos de Meningite, A,C W e Y;
  • Meningite B: Previne contra a Meningite do sorotipo B.

4 meses

  • Pentavalente: Previne contra difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus Influenza B e Poliomielite;
  • Pneumococo 13-Valente;
  • Rotavírus.

5 meses 

  • Meningite ACWY;
  • Meningite B.

6 meses 

  • Hexavalente;
  • Pneumococo 13-Valente;
  • Rotavírus;
  • Vacina contra Gripe: Protege contra o vírus Influenza, causador da gripe.

7 meses 

  • Vacina contra Gripe: Protege contra o vírus Influenza, causador da gripe.

9 meses 

  • Vacina contra Febre Amarela: Protege contra o vírus Influenza, causador da gripe.

12 meses 

  • Pneumococo 13-Valente;
  • Meningite ACWY;
  • Meningite B;
  • Tríplice Viral: Protege contra os vírus do Sarampo, Caxumba e Rubéola;
  • Varicela: Protege contra o vírus da Varicela (Catapora);
  • Hepatite A: Protege contra o vírus da Hepatite A.

15 meses

  • Pentavalente;
  • Tríplice Viral;
  • Varicela.

18 meses 

  • Hepatite A.

4 anos

  • DPTa + Poliomielite: Previne contra difteria, tétano, coqueluche e Poliomielite;
  • Febre Amarela.

6 anos

  • Meningite ACWY.

9 a 12 anos

  • HPV: Protege contra o vírus HPV, principal causador de câncer de colo de útero e verrugas genitais. Atualmente é indicado para meninas e meninos.

11 anos

  • Meningite ACWY.

Observação: a vacina contra a gripe deve ser repetida anualmente

Calendário de vacinação do adulto e idoso

No caso de adultos e idosos, o número de vacinas previstas no calendário de vacinação varia de acordo com a situação do paciente. Entenda:

Calendário para adultos

  • Tríplice viral: adultos entre 20 e 29 anos devem tomar duas doses da vacina com intervalo de 30 dias. Adultos entre 30 e 59 anos devem tomar, de acordo com a situação vacinal, uma dose única;
  • Hepatite A: tomada em 2 doses;
  • Hepatite B: tomada em 3 doses;
  • Tríplice Bacteriana: protege contra Difteria, Tétano e Coqueluche;
  • Varicela: tomada em 2 doses;
  • Febre amarela: tomada em dose única;
  • Influenza: Vacina contra a gripe, deve ser feita anualmente;
  • Pneumococo 13 valente e Pneumococo 23 valente: indicada para pacientes que apresentam alguma comorbidade e para todos os pacientes acima de 60 anos;
  • Meningite ACWY;
  • Meningite B;
  • Herpes zóster: protege contra o vírus Herpe Zóster, que pode levar a dores importantes no local acometido. A critério médico pode ser aplicada a partir dos 50 anos.

Calendário para idosos

O idoso deve receber todas as vacinas do calendário de adultos, com exceção da vacina contra Meningite B, que não está licenciada acima de 50 anos.

É fundamental que o idoso receba a vacina contra Herpes Zóster e contra o Pneumococo, tanto a vacina Pneumococo 13 valente quanto a vacina Pneumococo 23 valente.

Vacinas para Viajantes

Para promover a erradicação de doenças e prevenção de epidemias, diversos países estipularam vacinas obrigatórias para os viajantes. 

Por isso, antes de viajar para o exterior é importante averiguar se aquele país exige alguma vacina especial ou se há recomendação de vacinas especiais para os viajantes para aquela região

De modo geral, as principais vacinas recomendadas são:

  • Febre amarela;
  • Tétano;
  • Difteria;
  • Hepatites A e B;
  • Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola);
  • Febre Tifóide;
  • Cólera.

Como vimos, estar imunizado é a garantia de prevenção contra diversas doenças, sendo a maneira mais eficaz ao combate de epidemias e surtos de doenças contagiosas.

A imunização é fundamental não só para a proteção individual. Ao se imunizar, você protege também as pessoas de grupos de risco e de sistema imunológico mais fragilizado. Ou seja, é também um gesto solidário e de pensamento no coletivo.

Referências

SBIm: Sociedade Brasileira de Imunizações

Ministério da Saúde

GOSTOU DO POST? ENTÃO COMPARTILHE!

Mais Lidas

Especial

Bronquiolite

Leia mais +
Dicas

Por que se vacinar contra o sarampo?

Leia mais +
Vacinas

Quais as diferenças entre sarampo, catapora e rubéola?

Leia mais +

Sobre a IMUNE VIDA

Frase curta que descreva a empresa em poucas palavras

Saiba mais

Fale conosco!

Ligue (19) 3243-5825

- ou -

Fale conosco