Fale Conosco
Home / Blog / Vacina atrasada? Descubra o que fazer

Vacina atrasada? Descubra o que fazer

Atendimento / Vacinas / 13 de abril de 2021

Embora exista um calendário nacional que prevê todas as faixas etárias e intervalos de doses de imunização, algumas pessoas, por motivos diversos, acabam apresentando na carteirinha alguma vacina atrasada.

De acordo com uma pesquisa realizada em julho de 2020 pelo IBOPE Inteligência, 90% da população brasileira considera a vacinação importante, mas somente 50% conferem com regularidade se a carteirinha de vacinação está atualizada.

Ou seja, metade dos brasileiros não possuem o hábito de conferir ou acompanhar se a vacinação está em dia, o que representa um risco individual e coletivo para muitas doenças.

Se você deseja entender o que fazer nesses casos, se pode tomar a vacina atrasada ou até mesmo adiantar alguma dose, confira o artigo a seguir!

O que fazer se estiver com alguma vacina atrasada?

Se você está com uma vacina atrasada, o ideal é colocar a vacinação em dia o quanto antes. Muitas pessoas perdem a data recomendada de vacinação ou esquecem de voltar para as outras doses e não sabem se deveriam correr atrás do atraso, mas a resposta é sim.

Quando se trata de vacinação, é importante ter em mente que as vacinas são seguras e que as doses aplicadas não são doses perdidas. Ou seja, se uma dose de reforço está atrasada, deve-se fazer essa dose, mas não é necessário repetir a dose já realizada.

Mesmo que a vacina seja aplicada com atraso, é muito melhor garantir a imunização do que ficar sem a vacina por receio de estar fora do calendário.

Obviamente que quanto mais a risca for seguido o calendário, melhor. No entanto, imprevistos acontecem. 

Além disso, calendários de vacinação incompletos deixam as pessoas vulneráveis a infecções que podem ser graves e contagiosas. Ou seja, se você está com alguma vacina atrasada ou com doses incompletas, busque o quanto antes atualizar a sua imunização.

Posso atualizar minha carteirinha de vacinação em qualquer idade?

Sim, deve. O calendário de vacinação existe e é fortemente divulgado e incentivado pelos órgãos públicos e instituições privadas porque por trás daquelas datas e previsões de faixas etárias existem vários estudos que comprovam a eficácia desse método.

Especialmente quando falamos das vacinas obrigatórias do nascimento à infância, o calendário faz toda a diferença por prever uma fragilidade no sistema imunológico nesse período de desenvolvimento infantil.

Nesses casos, o ideal é seguir esse calendário de acordo com a idade recomendada. 

Contudo, essa regra de atualizar a carteirinha de vacinação em qualquer idade tem algumas ressalvas. 

Algumas vacinas podem perder a recomendação para adultos, como o rotavírus.

O rotavírus para recém nascidos pode apresentar um risco alto, mas para adultos o impacto é muito reduzido.

É importante buscar orientação médica para avaliar cada caso individualmente. É fundamental colocar a carteirinha de vacinação em dia, mas o mais importante é seguir as idades corretas de acordo com as faixas etárias prioritárias.

Posso adiantar uma vacina?

Sim, é possível, contanto que o intervalo mínimo entre as doses seja respeitado. No entanto, esse não é o comportamento muito incentivado pelos especialistas, por dificultar o controle do calendário de vacinação.

Isso porque as vacinas possuem uma faixa etária de recomendação, no qual existe idade mínima e máxima para cada imunizante.

No caso das vacinas aplicadas em várias doses, vale o mesmo. Existe um tempo mínimo para que o organismo comece a ter uma resposta imunológica. 

Se for necessário adiar alguma dose por uma situação atípica, como uma viagem, por exemplo, é importante consultar uma opinião médica.

Qual a importância de seguir o calendário de vacinação?

Seguir o calendário de vacinação é muito importante para manter as vacinas em dia e não correr o risco de ser infectado com uma doença prevenível.

O ideal, é claro, é não atrasar, mas o mais importante é atualizar a sua carteira de vacinação da melhor maneira possível. O ideal é ter os esquemas vacinais completos.

Além disso, seguindo o calendário de vacinação, você consegue manter o seu esquema vacinal em dia de maneira mais fácil e se prevenir de novos sorotipos.

O caso da vacina da gripe é um exemplo clássico disso Todo ano, novos sorotipos da gripe começam a circular no mundo. Por isso, todo ano, uma “nova” vacina da gripe é feita, ou seja, uma vacina da gripe que imuniza para os sorotipos mais circulantes naquele ano.

Conclusão

A vacinação é fundamental para preservar a saúde individual e coletiva das pessoas, por isso, pensando no bem-estar coletivo e na proteção de cada pessoa, existe um calendário de vacinação que prevê quais são as vacinas obrigatórias para cada faixa etária.

Esse calendário determina quais são os imunizantes fundamentais para cada idade de acordo com os riscos de infecção, transmissão e complicações das doenças em cada grupo. 

Ou seja, trata-se de um estudo que entende em qual idade o indivíduo ou grupo está mais imunologicamente vulnerável.

Embora seja possível correr atrás da atualização da carteirinha, é importante evitar esse comportamento, pois com a vacina atrasada a proteção contra diversas doenças fica comprometida.

Isso também vale para as vacinas que são aplicadas em várias doses. É importante seguir o intervalo correto pois os anticorpos de proteção podem apresentar níveis inferiores com esse atraso, já que são as doses de reforço que garantem uma boa resposta imunológica.

Resumindo: evite atrasar as vacinas, mas se ocorrer, busque atualizar o quanto antes!

Se você quiser conferir qual é o calendário de vacinação e quais vacinas são necessárias de acordo com a idade no nosso outro texto sobre o assunto. Confira:

- Calendário de Vacinação: da criança ao idoso, saiba quais são as vacinas necessárias

Muito obrigado pela leitura!

Referências

SBIm: Sociedade Brasileira de Imunizações

Ministério da Saúde

GOSTOU DO POST? ENTÃO COMPARTILHE!

Mais Lidas

Especial

Trunfo da Imunização: baixe já o seu!

Leia mais +
Vacinas

Vacina atrasada? Descubra o que fazer

Leia mais +
Dicas

Como as vacinas são produzidas?

Leia mais +

Sobre a IMUNE VIDA

Frase curta que descreva a empresa em poucas palavras

Saiba mais

Fale conosco!

Ligue (19) 3243-5825

- ou -

Fale conosco