Fale Conosco
Home / Blog / Por que se vacinar contra o sarampo?

Por que se vacinar contra o sarampo?

Atendimento / Dicas / 26 de maio de 2021

O sarampo é uma doença infecciosa provocada por um vírus com altos índices de contágio. É transmitida, principalmente, pelo contato direto com gotículas contaminadas pelo vírus ou pela propagação no ar após espirro, tosse ou fala, por exemplo. Geralmente não apresenta maiores complicações, mas, em alguns casos, pode ser grave e fatal.

As maiores chances de transmissão acontecem entre dois dias antes do surgimento das manchas vermelhas no corpo e dois dias após seu início.

E devido ao seu alto potencial contagioso, que acomete pessoas de todas as idades, a vacina contra o sarampo é essencial para toda a população. Quem não se vacina não coloca somente sua saúde em risco, mas, sim, a de seus familiares, amigos e todos aqueles com quem tem contato, pois facilita a circulação do vírus em questão.

É importante entender que a vacina é a melhor maneira para se proteger e prevenir a doença e suas complicações. Dessa forma, neste artigo vamos comentar um pouco sobre os sintomas e consequências do sarampo, bem como tratar e prevenir a doença, explicando a importância da vacinação. Siga a leitura!

Quais os sintomas do sarampo?

Semelhantes aos sintomas iniciais de uma gripe ou resfriado, os sintomas do sarampo surgem entre 8 e 12 dias após o contato com alguém contaminado. Contudo, é a partir do terceiro dia que aparecem as manchas típicas do sarampo — aquelas que não coçam e se espalham por todo o corpo.

Dentre os principais sintomas do sarampo destacam-se:

  • Febre acima de 38º C;
  • Dor de garganta e tosse seca;
  • Dores musculares e fadiga excessiva (física e psíquica);
  • Corrimento nasal;
  • Manchas vermelhas na pele, que se espalham pelo corpo;
  • Manchas brancas no interior da boca, sendo cada uma rodeada por um anel vermelho;
  • Conjuntivite ou vermelhidão nos olhos.

O sarampo é uma doença que pode ter complicações benignas, como otite média aguda, laringotraqueobronquite ou diarréia (mais comum em crianças). Contudo, como citado anteriormente, podem existir casos mais graves da doença, que podem se traduzir em pneumonia, convulsões e encefalite (inflamação no cérebro), podendo levar o paciente a óbito.

Podem também ocorrer sequelas como surdez, cegueira e redução da capacidade mental.

Como aliviar os sintomas do sarampo?

Atualmente ainda não existe um tratamento específico para eliminar o vírus do sarampo do organismo, contudo, existem algumas orientações recomendadas para atenuar os sintomas da doença, as quais incluem:

1. Repouso e hidratação

O corpo enfermo necessita bastante repouso para que este canalize suas energias para o combate ao vírus. Além disso, a hidratação também se faz necessária, podendo ser por meio de água, leite, sucos, chá ou água de coco.

2. Medicamentos para aliviar os sintomas

São receitados medicamentos para alívio dos sintomas, como febre e dores musculares.

Atenção: antibióticos não são recomendados para o tratamento do sarampo, pois é uma doença viral. Contudo, podem ser indicados caso, em consulta médica, se for verificada a presença de alguma infecção bacteriana associada ao quadro.

3. Limpeza nasal e ocular com Soro Fisiológico

Deve ser realizada a limpeza nasal e ocular com soro fisiológico sempre que necessário.

4. Umidificação do ar

Umidificar o ar é uma orientação para facilitar a fluidificação e retirada de secreções do organismo. Este cuidado pode, também, auxiliar na hidratação da laringe, deixando-a menos irritada e melhorando o desconforto na garganta.

Como prevenir o sarampo?

A vacina contra sarampo é a principal medida para evitar o contágio do sarampo. Trata-se de uma vacina gratuita e que está disponível para todas as pessoas, em todo o país, em duas versões: a versão tríplice-viral, que protege contra três doenças (sarampo, caxumba e rubéola), e a tetra-viral, que protege, além das citadas, contra a varicela (catapora), sendo ambas administradas em forma de injeção subcutânea, e compostas pelo vírus vivos atenuados.

A vacina contra sarampo estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos contra o vírus da doença, ou seja, caso a pessoa seja exposta ao vírus, esta já possui a defesa natural necessária para impedir a proliferação do vírus no organismo.

Qual é o esquema de vacinação recomendado?

As crianças devem tomar 2 doses, aos 12 e 15 meses de idade. Às vezes, dependendo do cenário epidemiológico, o ministério da saúde recomenda que seja feita uma dose adicional da vacina aos 6 meses de idade. Quando isso ocorre, a criança recebe a vacina aos 6, 12 e 15 meses.

Para crianças de qualquer idade, adolescentes e adultos até 29 anos são recomendadas duas doses da Vacina

Adultos de 30 a 59 anos que não foram vacinados previamente devem receber uma dose da vacina

Acima de 60 anos considera-se que inevitavelmente a pessoa já teve em algum momento contato com o Vírus, não sendo necessário vacinar.

Se a pessoa não sabe se recebeu a vacina, a recomendação é que seja vacinada, pois não há problema em receber doses a mais.

É necessário tomar a vacina contra sarampo? Sim!

Mesmo não apresentando tantos casos graves, o sarampo no passado foi responsável por uma considerável mortalidade infantil, além de deixar sequelas neurológicas em algumas crianças.

A vacina contra sarampo deve ser vista como um exemplo de benefícios que a vacinação pode trazer para a saúde infantil de todos, uma vez que sua incidência tende a diminuir notavelmente na população. Em alguns países, inclusive, esta doença é considerada erradicada entre a população devido à alta cobertura vacinal.

Por isso, é imprescindível haver uma conscientização acerca dos benefícios da vacina. Com o objetivo de conter surtos de doenças, o Ministério da Saúde tem desenvolvido campanhas de vacinação para conscientizar e sensibilizar a população sobre a importância de vacinar, não somente em períodos de campanha.

A vacina é o método mais eficaz no combate às diversas doenças, por isso é tão importante o envolvimento de toda a população, englobando profissionais de saúde, gestores e a sociedade em geral.

Fonte(s): Drogaria Santo RemédioPEBMEDSBIm - FamíliaTua Saúde.

GOSTOU DO POST? ENTÃO COMPARTILHE!

Mais Lidas

Especial

Tosse

Leia mais +
Especial

Faringite - Amigdalite

Leia mais +
Especial

Bronquiolite

Leia mais +

Sobre a IMUNE VIDA

Frase curta que descreva a empresa em poucas palavras

Saiba mais

Fale conosco!

Ligue (19) 3243-5825

- ou -

Fale conosco